Guia antifraude Protect360

Resumo:  fraude relacionada à atribuição é um grande desafio na indústria de aplicativos. Essa fraude consome o orçamento de marketing, polui os dados de desempenho de marketing e pode arruinar campanhas bem-sucedidas. Protect360 fornece proteção e detecção de fraude em tempo real. 

Fraud_image.png

O que é o Protect360?

Protect360 é uma solução de proteção contra fraudes para evitar golpes relacionados à atribuição. A solução consiste em ferramentas dinâmicas capazes de detectar fraudes e bloquear atribuição fraudulenta.

Usando a escala única, machine learning e a análise comportamental da AppsFlyer, o Protect360 oferece cobertura contra métodos novos e conhecidos de fraude por clique/instalação, como bots e anomalias comportamentais . 

Protect360 guards marketers from fraud attempts at the device, publisher, and media source levels.

São fornecidas as seguintes camadas de proteção:

  • Bloqueio de fraudes em tempo real
  • Pós-atribuição

Bloqueio de fraudes em tempo real

A primeira camada de proteção antifraude é bloquear a atribuição de fontes de mídia fraudulentas em tempo real. Observação: o Protect360 nunca bloqueia a instalação do aplicativo. Apenas eventos de atribuição fraudulentos são bloqueados. 

Para mais informações sobre o que acontece com eventos bloqueados, clique aqui .

Fraude pós-atribuição

A segunda camada de proteção antifraude está relacionada a eventos fraudulentos que só podem ser detectados após a instalação e a atribuição em tempo real

Depois que o Protect360 identifica instalações como fraudulentas em retrospecto, elas não podem ser excluídas, mas ainda devem ser tratadas como fraudes reais e não cobradas.

Quando uma fonte - como ad network, ID do site ou país - é identificada como fraudulenta:

  • Cliques futuros da fonte são bloqueados.
  • Instalações anteriores, desde o início do mês corrente até o dia de hoje, são rotuladas como fraude pós-atribuição, mas não são excluídas dos dados .
  • Instalações anteriores, de antes do início do mês corrente, não são alteradas.

Exemplos de fraude pós-atribuição:

  • Instalações aparentemente normais seguidas de indícios fraudulentos em eventos in-app
  • Nova forma de fraude encontrada
  • Instalações que se mostram fraudulentas somente depois que algoritmos de detecção de anomalias coletam dados estatísticos suficientes sobre as instalações de qualquer editor

Como usar o Protect360?

Nas outras abas deste artigo, explicamos como o Protect360 funciona, como usar o painel e como se beneficiar dos dados brutos. Aplique as seguintes diretrizes ao implementar o Protect360:

  • No início de cada mês, entre em contato com o gerente da conta em cada ad network que sofreu fraude.
  • Notifique-o sobre o número de instalações fraudulentas: bloqueadas e pós-atribuição.
  • Compartilhe os dados brutos das fraudes com a rede para reconciliação e otimização do tráfego.

A tabela abaixo descreve onde encontrar os dados das duas camadas de proteção na AppsFlyer:

  Agregados Dados brutos
Bloqueio de fraudes em tempo real Painel do Protect360 Página Exportar Dados
Fraude pós-atribuição Painel do Protect360 Painel do Protect360
  • A página Insight de anomalias fornece informações sobre fontes de mídia instaladas com valores de CTIT anormais em comparação a outras fontes confiáveis.
    Visite a página para investigar essas anomalias. Faça uma comparação entre as instalações suspeitas e os seus dados brutos de instalação e procure sinais suspeitos, tais como aplicativos com versões de números incomuns, versões antigas de OS, localizações peculiares etc. 
  • Use Regras de validação para bloquear instalações com valores curtos de CTIT. O Protect360 bloqueia automaticamente as instalações com valores CTIT muito baixos.

 Dica

Como a sua vertical é afetada por fraudes?
Explore o nosso Guia de referências de fraudes na instalação de aplicativos que cobre uma ampla gama de parâmetros.

Este artigo foi útil?

Artigos nessa seção