Modelo de atribuição da AppsFlyer

  • Anunciantes
  • Redes de anúncios

jornada de usuário móvel

O que é atribuição mobile?

Atribuição mobile
Determinar que uma instalação de aplicativo móvel, ou um evento pós-instalação, é o resultado do engajamento com uma determinada fonte de mídia.

A atribuição móvel é essencial para a otimização da aquisição de usuários, dos esforços e resultados de reengajamento.

Um Modelo de atribuição é uma regra, ou um conjunto de regras, usada para determinar como o crédito para um evento é atribuído aos pontos de contato no percurso da conversão. Todos os players no ecossistema de marketing móvel, do Google Play e iTunes, aos ad networks como o Facebook e Twitter e nas empresas de métrica mobile, têm seus próprios modelos de atribuição móvel. Por isso, por definição, todos os players contam as instalações e eventos de maneira diferente.

Por essa razão, é importante entender o modelo de atribuição de qualquer player importante com o qual você trabalha e, antes de tudo, a AppsFlyer, a autoridade de atribuição mobile reconhecida em nível mundial.

O que é uma instalação de aplicativo móvel?

O modelo de atribuição da AppsFlyer determina que uma instalação é registrada apenas após o usuário fazer o download e inicializar o aplicativo móvel. Por isso, o carimbo de data e hora de uma instalação do aplicativo sempre é a primeira vez que ele é inicializado.

Em contrapartida, as ad networks consideram o horário de engajamento como o horário de instalação, enquanto as lojas de aplicativos usam o horário de download.

Métodos de atribuição da AppsFlyer

Métodos de atribuição da AppsFlyer

Existem vários métodos diferentes de atribuição que a AppsFlyer utiliza, dependendo da plataforma e disponibilidade do dispositivo.

Referenciador da instalação (Somente Android)

A AppsFlyer usa o parâmetro de referenciador do Google Play que fornece a URL original clicada antes do redirecionamento para o Google Play. Este é o método principal para o Android e só está disponível se o aplicativo Android estiver armazenado na loja Google Play e não é comercializado fora da loja.

ID do dispositivo correspondente

A ad network, que tem acesso ao dispositivo do usuário, envia o ID do dispositivo para a AppsFlyer na URL do clique, ou quando a AppsFlyer for notificada da ocorrência de uma impressão. Isto permite ao AppsFlyer corresponder a ID do dispositivo de clique como a ID do dispositivo extraída pelo SDK do AppsFlyer.

O ID correspondente do dispositivo é o principal método de atribuição no iOS.

Os IDs disponíveis são verificados por IDFA ou hash Sha1 IDFA para os dispositivos iOS e GAID ou hash Sha1 GAID para os aplicativos da Google Play. Os mercados fora da loja Android usam a ID do Android ou IDs do dispositivo pelo IMEI para correspondência da ID.

Correspondência do ID do dispositivo para SRNs

Na primeira inicialização do aplicativo, o AppsFlyer verifica se o aplicativo está configurado para receber tráfego de várias redes, que são denominadas SRNs (Self-Reporting Networks - Redes de Anúncios com relatórios próprios). Essas redes incluem o Facebook, Snapchat, Google Ads, Twitter e mais algumas redes semelhantes.

A AppsFlyer consulta todas as SRNs configuradas para o aplicativo, usando o ID exclusivo do dispositivo da nova instalação. Isto é feito através de APIs MMP (Mobile Measurement Partner - Parceiros de métrica móvel), que permitem o uso de SRNs pelo AppsFlyer. Com base nas respostas retornadas, o AppsFlyer pode atribuir novos usuários aos SRNs.

Fingerprinting

O fingerprint (impressão digital) é estabelecida e criada pela reunião de parâmetros diferentes sobre o dispositivo. As informações do fingerprinting são reunidas primeiro no momento do clique. No momento da inicialização do aplicativo, elas são reunidas novamente e é feita uma tentativa de correspondência. As informações recuperadas incluem os parâmetros relativos ao dispositivo, tais como endereço IP e versão do SO.

O fingerprinting é um método estatístico de correspondência e não é baseado em um ID exclusiva. Por essa razão, ele sempre perde os cliques com os métodos de correspondência por ID ou referenciador, se eles também ocorrerem na janela de retrospectiva.

Pelo mesmo motivo, a janela de atribuição para o fingerprinting é muito menor do que os outros métodos. No entanto, a AppsFlyer determina a janela de atribuição do fingerprinting de forma dinâmica, com base no tipo de rede do usuário e na exclusividade do endereço IP.

IP_uniqueness.png

Atribuição de TV

A AppsFlyer oferece suporte a atribuição de instalações orgânicas para campanhas de TV ou rádio na fonte de mídia "TV". Uma instalação orgânica se torna atribuída para TV se:

  • O download + instalação + primeira inicialização ocorrerem em uma janela curta a partir da veiculação do comercial.
  • A origem do usuário é de um país específico (e, opcionalmente, também de uma cidade) onde o anúncio foi veiculado.

Existem três métodos de atribuição de TV:

  1. Carregamento de arquivo
  2. Parceiros integrados de TV
  3. Shazam

Para obter mais informações sobre a atribuição de TV, clique aqui.

Pré-instalações

A AppsFlyer oferece suporte a atribuição de instalações para os aplicativos que foram instalados no dispositivo antes de o usuário comprá-lo.

Considerando que não existe engajamento anterior do usuário, nem por cliques ou exibições, as instalações são atribuídas na primeira inicialização usando a API do SDK da AppsFlyer. Para mais detalhes, acesse aqui.

Tipos de atribuição de engajamento do usuário

A AppsFlyer registra e usa dois tipos diferentes de atribuição de engajamento de usuário: por clique e por exibição. Clique em cada um dos itens abaixo para visualizar os detalhes.

Atribuição de cliques

A maioria das instalações móveis são oriundas dos cliques do usuário em anúncios: banners, vídeos, intersticiais etc.

Após o clique no anúncio, a AppsFlyer abre uma janela retroativa de clique que dura, por padrão, 7 dias. As instalações que ocorrerem dentro da janela de lookback são consideradas não orgânicas e são atribuídas às fontes de mídia. Além da janela de lookback, elas são consideradas instalações orgânicas.

click-through-lookback.png

A AppsFlyer recomenda usar a janela retroativa de clique de 7 dias, que é o padrão da indústria. Todavia, é possível personalizar o período de 1 a 30 dias com base no acordo feito com as suas fontes de mídia. Por exemplo, o Facebook usa uma janela de lookback por clique de 28 dias, o Twitter usa 14 dias e o Google Ads usa 30 dias. Você pode igualar a janela de lookback por clique do AppsFlyer a qualquer um desses valores.

Tipo de atribuição

 

Método de atribuição

 

Janela retroativa de clique

Intervalo

Recomendado
(padrão)

Por clique

(Todos os parceiros integrados)

 

Referenciador, Correspondência de ID

1 a 30 dias

7 dias

Fingerprinting

Fixo

1 dia

A janela retroativa de atribuição por fingerprinting de clique é limitada ao máximo de 24 horas no iOS e muito menos no Android, para manter um alto nível de precisão.

Para obter mais informações sobre as janelas retroativas da AppsFlyer, clique aqui.

Atribuição de exibição

Novas instalações feitas por usuários que visualizaram anúncios móveis, mas não clicaram neles, podem ser atribuídas às redes de ad networks que veicularam os anúncios.

A janela retroativa para atribuição por exibição, que é muito mais curta do que para a atribuição por clique, também é configurável no dashboard da AppsFlyer.

Para permitir a atribuição por exibição, você deve selecioná-la na janela de configuração.

view-through-lookback.png

Isto é especialmente útil para ad networks de vídeo que têm tradicionalmente CTRs baixos em seus anúncios em vídeo, mas também para as ad networks tradicionais que veiculam anúncios normais.

Tipo de atribuição

Método de atribuição

Intervalo

Recomendado
(padrão)

Exibição

(Parceiros integrados selecionados)

Correspondência de ID

1 hora a 2 dias

1 dia

Nos casos em que ocorrem um clique e uma impressão, o clique sempre prevalece, uma vez que ele é um engajamento ativo.

Para obter mais informações sobre a atribuição por exibição, clique aqui.

Tópicos de atribuição avançadas

Instalações assistidas

O AppsFlyer atribui integralmente apenas uma fonte de mídia por instalação, normalmente de acordo com o último clique no anúncio ou a última impressão do anúncio (se não houve nenhum clique).

As instalações assistidas (também conhecidas como atribuição multitoque) são instalações onde a fonte de mídia/campanha não teve o último toque, mas tocou o usuário antes da instalação e isto ocorreu na sua janela de lookback de atribuição.

As redes auxiliares recebem crédito como colaboradoras para a instalação no painel do AppsFlyer e dados brutos.

Para mais informações, clique aqui.

Reinstalações

O AppsFlyer registra novas instalações do aplicativo em um dispositivo quando:

  • O aplicativo nunca foi instalado anteriormente OU
  • O aplicativo já foi instalado, foi desinstalado e, em seguida, reinstalado após a janela de reatribuição a partir da data de instalação original ter ocorrido.

As reinstalações dentro da janela de reatribuição não são, por essa razão, atribuídas a nenhuma fonte de mídia, incluindo orgânica. No entanto, quaisquer eventos in-app realizados pela reinstalação de dispositivos são atribuídos à orgânica.

Para teste do dispositivo e instalações múltiplas, você deve incluir o dispositivo na lista de testes (whitelist) do banco de dados do AppsFlyer, senão apenas a primeira instalação será registrada. Para incluir um dispositivo na lista branca com a finalidade de teste permanente, clique aqui para obter mais informações.

Atribuição de retargeting

Um aplicativo reinstalado por um usuário na janela de reatribuição (90 dias por padrão) é considerado uma reatribuição e aparece como tal no painel de retargeting da AppsFlyer, se adquirido a partir de uma campanha de retargeting.

Para mais informações, clique aqui.

Atualizações de aplicativo

Quando os usuários existentes atualizam seus aplicativos, o AppsFlyer não os considera novos usuários, e eles não são exibidos de nenhuma forma no painel. Você pode visualizar a distribuição das novas versões do seu aplicativo e mais na página de informações do SDK.

A única exceção a essa regra é quando um aplicativo, que tem uma base de usuários ativos, implementa o SDK do AppsFlyer pela primeira vez. Quando os usuários existentes atualizam para a nova versão que inclui o SDK do AppsFlyer, o AppsFlyer os exibe como novos usuários orgânicos.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 9 de 10

Artigos nessa seção

Conteúdo da Página: